5 maneiras de ajudar as crianças com a ansiedade de transição

Acampamento Águias da Serra Dicas, Educadores, Pais

As crianças que passam muitos dias no acampamento, tendem a ficarem aflitas com a volta para casa. Nos últimos dias eles tiveram experiências e vivências marcantes. Eles fizeram novas amizades, aprenderam novas habilidades e criaram memórias incríveis.
Portanto, não é de admirar que a transição de volta para o “mundo real” possa ser encarada com um pouco de apreensão. Dito isto, nem todas as crianças reagem da mesma maneira.
Se você é pai e quer saber como lidar com a ansiedade de transição, aqui estão cinco coisas importantes a serem lembradas quando o acampamento terminar.

GERENCIANDO A ANSIEDADE DA TRANSIÇÃO UMA VEZ QUE O ACAMPAMENTO TERMINOU
Uma vez que seu filho sai do ônibus, você mal pode reconhecê-lo.
É mais provável que eles estejam mais altos, em altura e confiança, com um bronzeado de verão e cheio de histórias para contar.
Mas não se surpreenda quando o entusiasmo deles cair instantaneamente assim que eles pularem no carro e deixarem para trás os amigos e memórias do acampamento. Isso é natural.
Enquanto seu filho pode estar animado para se reunir com irmãos, animais de estimação e seu quarto, eles também podem estar em conflito com sentimentos da falta da vida no acampamento.
Durante esse tempo, você pode esperar um pouco de mau humor e seu filho parecer desinteressado. Isso é resultado da ansiedade de transição.
Como pai, sua maior tarefa é equilibrar suas emoções conflitantes. É aqui que essas cinco dicas principais entram em jogo:

  1. ENTENDER QUE O RETORNO É DIFÍCIL
    A transição de uma vida na natureza repleta de amigos para o cotidiano não é fácil. Afinal, eles não têm a mesma maturidade para aceitar o fato de que a vida continua depois do acampamento. É difícil para eles e, como adultos, é importante reconhecer isso e dar a eles o tempo necessário para se adaptar a esse retorno.
    Às vezes, essa dificuldade também não é expressa da maneira mais gentil possível. Eles podem ser mal-humorados e irritadiços. Tente entender de onde isso está vindo e seja o mais paciente possível. Tenha em mente que a transição pode não ser tão fácil para você ou para os irmãos. Portanto, é natural sentir um pouco de tensão durante os estágios iniciais do retorno após o acampamento. Manter tudo isso em mente ajudará a dar a perspectiva que você precisa.
  2. RECONHECER QUE O SEU FILHO PODE SER ESGOTADO
    Lembre-se de que seu filho também pode estar exausto. Enquanto o acampamento é uma experiência positiva, pode ser cansativo para a maioria das crianças devido ao fluxo constante de atividades e excitação diária. Como tal, o seu filho pode regressar a casa completamente desanimado após semanas de novidades e diversão. Como a maioria dos pais sabe, as crianças geralmente não têm um interruptor “liga/desliga”. Em vez disso, eles continuarão até que eles não possam mais. Este é o caso da vida no acampamento
    Dê um passo para trás, dê tempo ao seu filho para descansar e dormir o quanto eles precisarem e eles devem estar de volta ao seu eu habitual, muito mais seguros de si e autônomos, num piscar de olhos.
  3. ADEQUE AS REGRAS À NOVA REALIDADE
    Após viverem alguns dias sobre regras e hábitos diferentes, é importante para os pais fazerem uma adaptação no retorno. Em alguns pontos o acampamento possui regras mais rígidas do que em casa e em outros pontos mais livres. Vale muito a pena um trabalho em conjunto para aproveitar mudanças de hábitos que as crianças ganharam no acampamento ao dia a dia da casa. Isso ajuda na adaptação do retorno e além disso melhora a relação familiar.
    Tente manter em mente que o acampante precisa de algum tempo para se readaptar à vida cotidiana em sua casa. Coloque-se no lugar deles e imagine como se sente.
  4. NÃO TOME AS ATITUDES DE FORMA PESSOAL
    Ninguém desfruta da sensação de ser rejeitado, especialmente depois de dias longe de seu filho enquanto estiveram no acampamento. Mas é importante lembrar de não levar isso para o lado pessoal. Seu filho está processando uma série de emoções, incluindo sentimentos de tristeza. Eles podem sentir falta de seus amigos e do ambiente do acampamento desesperadamente e, como resultado, tornam-se retraídos e passam algum tempo mais sozinhos.
    Dê-lhes uma pausa de alguns dias e deixe-os ter o tempo necessário para lidar com essas emoções. Tente não se sentir magoado com o comportamento deles, eles estão se reajustando para estar em casa, assim como você.
  5. DÊ AO SEU FILHO ALGUM ESPAÇO
    Você pode se sentir mal depois de alguns dias recebendo meros grunhidos e acenos de sua criança mal-humorada. Isto é esperado.Tente não “cutucar o urso” e dê ao seu filho o espaço necessário para reajustar-se a ficar sozinho novamente depois de semanas cercado por amigos.
    Eles podem fugir de seu afeto, então tente não os bombardear demais nos primeiros dias. Quando se trata de carinho e lembre-se que a comunicação é fundamental. Se você sente que algo realmente precisa ser discutido, não é o que você diz, mas como você diz isso.

PROCURANDO MAIS ACONSELHAMENTO SOBRE ACAMPAMENTO?
Se você está se perguntando qual programa de acampamento é mais adequado para seu filho durante as férias, estamos aqui para responder a isso para você!
Nós não apenas oferecemos conselhos sobre ansiedade de transição, mas também detalhamos os tipos de acampamentos, programas para adolescentes e o que esperar.