muito tempo de tela

Muito tempo nas telas? 4 motivos para você mandar seu filho acampar

Acampamento Águias da Serra Dicas, eletrônicos, Pais

Você concorda que essa geração tem passado muito tempo nas telas?
Crianças entre oito e dez anos atualmente passam quase oito horas por dia na mídia. Adolescentes chegam a quase onze horas por dia, sete dias por semana, nas telas. O impacto negativo desse estilo de vida digital nas crianças é evidente, não só  nas cinturas em expansão delas, mas também, na falta de interesse em estar ao ar livre. Agora há uma preocupação adicional com o impacto do uso excessivo da tela de nossos filhos: a ansiedade.

A ansiedade está em ascensão entre crianças, adolescentes e adultos. Bem como, nosso tempo nas telas, que é muito,  está exacerbando a questão. Ou seja, o problema não é apenas com adolescentes. Os adultos estão modelando essa vida conectada e experimentando um aumento semelhante na ansiedade.

Nossa geração ansiosa conhece desde sempre a onipresença das telas. Sobretudo, como pais, podemos nos sentir impotentes para impedir que os dispositivos ultrapassem a vida de nossa família. São muitas as formas as quais somos abduzidos:

  • Enviando ou recebendo mensagens do SnapChat,
  • Assistindo vídeos do YouTube,
  • Rolando no Instagram,
  • Jogando videogames
  • Ou tirando 100 selfies para encontrar o melhor ângulo,

Nossos filhos são inundados com informações digitais enquanto também sentem pressão para postar as coisas “certas”. A atração da mídia é difícil de resistir, então a maioria de nós (incluindo os pais) simplesmente sucumbe à presença quase constante de nossos eletrônicos.

Muito tempo nas telas é tóxico para todos

Muitos de nós acham difícil se arrastar para longe de nossos notebooks e smartphones. Igualmente,  nossos horários e estilos de vida não permitem tempo suficiente para aproveitar um ambiente natural. Richard Louv cunhou o termo “Transtorno de Déficit da Natureza” em seu livro ” A última criança na Natureza” , para descrever a alarmante tendência de as crianças passarem cada vez menos tempo ao ar livre.

Seja devido aos relatos sensacionalistas da mídia sobre os caminhantes perdidos, o que obviamente , alimenta o medo dos pais. Ou simplesmente pela falta de tempo e das vidas mais agendadas; as crianças simplesmente não estão jogando do lado de fora tanto quanto costumavam. Em vez disso, eles estão dentro de suas telas.

Eu não acho que alguém iria debater que todos precisamos desconectar mais. No entanto é muito difícil tirar crianças de suas telas. Aliás, muitas escolas, agora,  exigem dispositivos para o trabalho do curso, e a maioria das crianças tem seu próprio smartphone no ensino médio.

No início deste ano, entrevistei uma mãe que deu instruções claras antes da festa de aniversário de sua filha de 12 anos: dispositivos NÃO seriam permitidos. Mas esta mãe, infelizmente, ainda é a exceção, não a regra. Ela lamentou que, quando seus filhos vão para as casas de outras pessoas, eles reclamam que as crianças brincam em seus dispositivos o tempo todo.

Algumas semanas no acampamento podem ser como detox para as crianças. Respirando ar fresco, conectando cara-a-cara, sem se preocupar com “curtidas” e com o que estão perdendo, as crianças relaxam e se divertem. Por isso,  relatam sentir-se mais felizes e menos ansiosos.

Aqui estão quatro maneiras que o acampamento de verão pode ajudar com o desafio dos pais de muito tempo nas telas:

1. desintoxicação

Apenas ficar completamente desconectado por algumas semanas é uma experiência nova e refrescante para as crianças – uma verdadeira desintoxicação digital. Porque eles estão se divertindo e ficando envolvidos e entretidos, eles superam o vício de tela rapidamente. E, como é uma abordagem sem ambigüidade (todos seguindo as mesmas regras), os campistas não se atrevem a fugir dela,  como fazem em casa.

2. Perspectiva Alterada

As crianças agora experimentaram divertimentos e amizades sem tela. Por isso, muitos campistas ao voltar para o lar, expressam um desejo de passar menos tempo em seus dispositivos. Campistas e funcionários freqüentemente relatam exemplos de liderança em pedir aos amigos que participem de horários livres de telefone.

3. Apreciação pela Natureza e Recreação ao Ar Livre

Ao contar estrelas cadentes, por exemplo, ou apreciar vistas espetaculares de uma caminhada ou sentir o cheiro da fumaça da fogueira, os campistas não pensam na TV, nos videogames e nos celulares. Ao contrário, experimentando a natureza e estando verdadeiramente presentes com os outros, muitos descobrem novas atividades das quais gostam ao ar livre,  em seguida, são inspirados a passar mais tempo fora e no momento em que voltam para casa.

4. Melhores habilidades de amizade frente-a-frente

As interações sociais podem ser difíceis, e muitas crianças escolhem manter as interações seguras atrás de uma tela.  Em contrapartida, no acampamento, compartilham histórias em volta da fogueira e passam tempo cara a cara com novos e velhos amigos. Esse tempo passado em descontração, fazem com que os campistas ganhem mais confiança em suas habilidades sociais, e por conseqüência, tornam-se mais  propensos a buscar amizades reais, cara a cara, ao voltar para casa.

Convencer as crianças de que ela está passando muito tempo nas telas, e de como é bom ficar desconectado – pode ser um verdadeiro desafio. O acampamento de verão pode ajudar.

Fonte: https://www.acacamps.org/campers-families/parent-blog/too-much-screen-time-four-ways-summer-camp-can-help